Três anos depois…

do início de uma guerra sanguinária e cruel, o Expresso informa que Durão Barroso reconheceu o erro.
Três anos depois de ter apoiado a guerra no Iraque, o antigo primeiro-ministro português e actual presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, declarou ontem ter agido com base em informações «que não foram confirmadas».
Entretanto, morreram milhares e o Iraque está à beira de uma guerra civil. E hoje Durão assume que errou. Assim, como se nada fosse. Como se uma guerra fosse um acto menor e sem consequências.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: